Empresas: As perguntas certas para desenvolver o seu negócio!

Empresas: As perguntas certas para desenvolver o seu negócio!

As empresas, assim como o mundo e as pessoas, estão em constante mudança. Por isso, os seus gestores, administradores e diretores têm de saber lidar com esta dinâmica de permanente renovação. Para o poderem fazer, mais do que dar respostas, devem conseguir fazer a pergunta certa e suportar a execução.

Há duas formas de resolver uma situação: dar a solução ou questionar. Normalmente, a primeira alternativa é mais rápida, mas acaba por atrofiar a capacidade de inovação e de construir algo maior. Pelo contrário, quando se opta pela segunda e se faz a pergunta certa, desenvolve-se a capacidade de resolver desafios. É uma forma de alavancar a criatividade e a inovação.

É vital desenvolver a capacidade de questionar em vez de dar a resposta. Colocar as pessoas a pensar ajuda a criar negócios inovadores. No início deste ano, durante um diagnóstico a um grupo de empresas de referência no setor da moda, perguntei a um empresário: “Como vê o futuro? Tem um plano de sucessão?”.

O mesmo respondeu-me: “Não quero que as minhas empresas dependam de mim. Quero ser um Consultor ou Facilitador para cada uma delas. Pretendo ter a capacidade de mudar o chip ao longo do dia, conforme as visito, porque todas são diferentes. Quero ser um agitador de mentes, desenvolver pessoas e poder fazer as perguntas certas para que possam crescer”.

 

Aprender a fazer a pergunta certa

Como fazer a pergunta certa? É uma questão de treino do mindset e de mudar o paradigma. Há um provérbio chinês que verbalizo frequentemente: “Se vires alguém com fome e lhe deres um peixe, alimentaste-o por um dia. Contudo, se o ensinares a pescar, vais alimentá-lo para o resto da vida”.

Da mesma forma, o provérbio português “Quem tem boca vai a Roma” significa que quem sabe perguntar chega a qualquer lugar. Isto porque consegue obter os conhecimentos e as informações necessárias para se orientar.

A “boca” expressa a capacidade de pensar e refletir sobre o tema, de falar, perguntar e comunicar. O termo “vai” está relacionado com as opções dos percursos, das várias formas de caminhada. Significa passar de um lugar ou da situação atual para outro sítio ou situação desejada. Quer dizer movimentar-se, deslocar-se, mas também evoluir, crescer e progredir. “Roma”, todavia, representa o objetivo. Porque era o centro do Império Romano, simboliza uma viagem com obstáculos e difícil de alcançar.

O mesmo princípio se aplica às empresas. Colocando as questões certeiras e ultrapassado os vários obstáculos, um após o outro, conseguiremos chegar muito longe. A “pergunta certa” é o “alimento” para o cérebro. Faz com que pensemos, nos desenvolvamos e procuremos novas soluções. Se ensinarmos alguém a ter a capacidade de perguntar, estaremos a alimentá-lo para a vida.

Na próxima oportunidade, em vez de ordenar ou dar a solução, faça a “pergunta certa” para as suas empresas. Coloque questões abertas e positivas, que promovam reflexões e que sejam orientadas para obter alternativas e soluções: Como podemos resolver? Qual é o seu ponto de vista? Que mais alternativas temos?

 

Mudar de atitude como chave do desenvolvimento das empresas

Neste momento, imagino que esteja a saltar um pensamento na sua mente. “Pois, é tudo muito bonito, mas no meu dia-a-dia tenho muito trabalho e não tenho tempo. Tenho de decidir na hora, é tudo urgente, estou rodeado de problemas e não posso parar para pensar na pergunta”.

Vamos raciocinar em conjunto, unidos. Alterar os nossos comportamentos requer uma ação consciente de mudança. Implica contrariar as atitudes automáticas e exige um esforço deliberado. Pratique todos os dias e, assim, assimile novas formas de ver as situações, nas empresas e na vida pessoal.

O primeiro passo é começar por encarar os problemas como desafios. Diga comigo: “Temos um desafio em mãos”. Para a maior parte das pessoas, isto serve como um impulso inconsciente para pensar em soluções. Comece por si e vai ouvir: “Estás diferente, andas muito perguntador, fazes perguntas incómodas”. Isto vai significar que está no bom caminho. Agradeça e prossiga!

 

Sente que a sua empresa está a perder capacidade crítica? Acha que tem de fazer tudo? Quer ter uma equipa com pessoas competentes, sentir o pulso de um negócio crescente e alcançar grandes coisas? Nós podemos ajudá-lo!

Comece a mudar agora. Na IHTP Business, temos uma equipa de consultores especializados para o auxiliar. Fale com um dos nossos especialistas e comece agora a desenvolver as suas empresas.

 

FALAR COM UM ESPECIALISTA

 

Miguel Beirão

Consultor IHTP Desenvolvimento de Negócios

 


Subscreva o nosso blog!

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *