Negócio próprio: Assuma a liderança da sua vida profissional!

Negócio próprio: Assuma a liderança da sua vida profissional!

Em determinado momento, muitos de nós almejam criar um negócio próprio para tomar as rédeas da vida profissional e alcançar uma sensação de realização.

Hoje em dia, é dado como certo que grande parte da nossa existência vai ser passada a desenvolver uma atividade profissional. Portanto, é importante que esta seja desempenhada com prazer e quanto mais cedo começar a liderar esse processo, melhor.

Em termos de carreira profissional, o que está socialmente aceite é estudar, completar um curso superior e depois trabalhar. Tudo com a esperança de, eventualmente, vir a arranjar um emprego na respetiva área de estudos.

A decisão sobre a escolha do curso é tomada, geralmente, entre os 16 e os 18 anos. Muitos acabam por optar por uma área “que esteja a dar”, com a preocupação de arranjar um bom cargo e “ganhar bem”. Contudo, poucos são os jovens que sabem, nessa altura, o que devem ou querem escolher. Muitos acabam por escolher mal e arrepender-se mais tarde.

 

Corrigir escolhas erradas

Algumas pessoas ainda conseguem corrigir a trajetória da má escolha que foi feita. Outros já não o conseguem fazer, devido à pressão da sociedade ou da família. Acabam, assim, por se formar tornando-se profissionais numa área que não gostam.

Muitos acabam por nem sequer procurar a sua primeira experiência profissional no seu setor de formação. Outros, mesmo que o queiram, não conseguem encontrar trabalho na sua área. Fundamentalmente, ninguém consegue sentir paixão por uma coisa de que não gosta.

 

Fazer algo de que não se gosta traz infelicidade

Manter a mesma rotina ao longo de vários anos sem entusiasmo gera um elevado grau de infelicidade. Isso vai, sem dúvida, acabar por ter repercussões na sua vida pessoal e familiar. Alguém que não gosta do que faz, não vê uma luz ao fundo do túnel e, quando procura conselhos, vão sempre aparecer as vozes de quem tem mais “experiência na matéria”. Pessoas que, há várias décadas, fazem uma coisa que não gostam. São elas que normalmente opinam coisas como:

  • Há tantas pessoas que gostavam de ter algum trabalho e não têm. Por isso, contenta-te com o que tens;
  • Não estamos em tempo de poder escolher;
  • Se mudares ainda te corre mal e depois perdes pau e bola.

 

Arriscar e alcançar o sucesso com o seu próprio negócio

A partir de determinada altura da vida, há pessoas que “acordam” para uma nova realidade, passando a valorizar a liberdade em detrimento de uma “falsa segurança”. Isto é algo que a própria pandemia da COVID-19 veio expor. Bem-vindo ao mundo da insegurança, seja para quem trabalha por conta de outrem ou para quem já tem uma atividade própria.

Ainda assim, em certos momentos, algumas pessoas sentem vontade de começar um negócio próprio. No entanto, não sabem como fazê-lo e têm dificuldade em escolher o tipo de empreendimento, já que, hoje em dia, existe uma grande diversidade de opções.

 

Quais são as alternativas para começar um negócio próprio?

Existem muitos negócios diferentes, em múltiplas áreas. Por um lado, os tradicionais que a maioria de nós já conhece, como abrir uma loja, por exemplo. Mas também se pode optar por modelos de franchising ou criar um negócio próprio a partir de casa.

A pergunta que se impõe para quem se quer tornar empreendedor é: qual é a melhor opção?

Na verdade, o negócio ideal não existe. Cada um tem as suas vantagens e desvantagens.

Se repararmos, há muitas pessoas que têm muito sucesso nos seus negócios. Mas também há quem não o consiga alcançar onde outros triunfam.

Não importa qual é a sua escolha. Os princípios que precisa de trabalhar para ser bem-sucedido, em qualquer negócio, são transversais a todas as áreas.

 

Escolha um negócio próprio que o faça feliz!

Gestão, marketing, liderança, vendas, coaching e competências como resiliência, foco, trabalhar com objetivos, gerir o tempo… Estas são áreas que o empreendedor terá de desenvolver em qualquer negócio.

Cada empresa tem as suas especificidades e todas apresentam obstáculos e desafios. Basta falar com qualquer empresário que tenha criado um negócio próprio. Todos eles, sem exceção, vão dizer que passaram por múltiplas dificuldades, principalmente no início.

No final, a diferença entre essas pessoas é que alguns desistiram e outros persistiram. Nenhum negócio é fácil nem lhe vai permitir ganhar dinheiro do dia para a noite. Portanto, não adianta perguntar qual é o melhor negócio. Pergunte antes, qual é o melhor negócio que combina consigo e que o faria feliz.

Uma escolha acertada garante que se vai envolver, trabalhar com afinco e aplicar foco e dedicação. Dessa forma, terá uma possibilidade muito maior de alcançar o sucesso. O problema não está no negócio, mas sim nas pessoas que o desenvolvem.

É importante que exista um balanço entre o investimento financeiro e as capacidades e competências. Esta conjugação de fatores será determinante para o sucesso do seu negócio próprio. Tudo o que hoje é grande, um dia começou pequeno.

 

Comece já a controlar o seu futuro

Mesmo que ainda não se sinta preparado para criar um negócio próprio, rodeie-se de pessoas que já estão no processo. Escute as que tiveram, ou têm, sucesso. Comece já a liderar o processo investindo em si e nas suas competências.

Quando lhe aparecer uma oportunidade alinhada com aquilo que quer Ser, Fazer e Ter, já vai estar preparado! Este será um fator determinante.

 

O melhor presente é investir para criar um melhor futuro. O melhor investimento que pode fazer para liderar a sua vida pessoal e profissional é em si.

 

Jorge Mendonça
Consultor & Manager
Academia Liderança IHTP
www.pensopositivo.pt

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *