Formação em Coaching: Escolha a IHTP, uma entidade certificada!

Formação em Coaching: Escolha a IHTP, uma entidade certificada!

As pessoas que se interessam pelas áreas do desenvolvimento pessoal e que pretendam dar formação em Coaching sabem que esta não é uma atividade regulada, à semelhança de muitas outras em Portugal e na Europa.

Por exemplo, se um profissional especialista numa área técnica quiser abrir a sua atividade independente (recibos verdes) como consultor de Coaching, não terá CAE à disposição, sendo obrigado a optar por ser “comissionista” por serviços prestados.

A própria designação usada profissionalmente – Coach – nem sempre traduz a atividade que está associada ao Coaching. Alguns profissionais de diferentes áreas dirão: “Isso é o que eu faço”. Contudo, este “eu faço” é, por vezes, “mentoring”, “formação/treino”, “aconselhamento” ou até “terapia”.

Frequentemente, ouvem-se afirmações como “Eu lidero uma equipa e também faço Coaching com ela”. Tal será verdadeiro apenas se este líder tiver a adequada formação em Coaching e usar as metodologias certas.

O Coaching que vemos surgir no mercado associado a certificações, muitas delas internacionais, nada tem a ver com as atividades acima mencionadas. Assim, temos de ser capazes de, com toda a informação disponível, saber escolher qual o fornecedor que queremos, podemos e devemos selecionar. Trata-se de uma questão de ética!

 

Acreditações internacionais por entidades de confiança

 

Considerando a sua independência e isenção na formação em Coaching, e sem prejuízo de outras, atrevo-me a escolher três organizações internacionais: a International Coach Federation (ICF), o European Mentoring & Coaching Council (EMCC) e a Association for Coaching (AC).

Estas são responsáveis por criarem com outros órgãos a Global Coaching & Mentoring Alliance, subscrevendo um código de conduta e tomado posição sobre esta atividade junto da União Europeia.

Porquê estas e não outras? E porque não escolher a ICF ou o EMCC para acreditar a IHTP enquanto “Escola de Coaching” ao invés da AC? Maior facilidade no cumprimento dos requisitos não foi seguramente o critério.

Considerámos que a Association for Coaching, sediada no Reino Unido, seria a entidade com a qual gostaríamos de trabalhar e alinhar a nossa atividade. Fizemo-lo quer pelo “Global Code of Ethics” que subscreve, quer pela “Framework” de Competências para o Coaching que perfilha.

Certamente já ouviu a expressão “À mulher de César não basta ser, também tem de parecer”. Até 2015, fazíamos certificações internacionais de Coaching e Practitioners de CPS®, isto é, certificávamo-nos a nós próprios. Nessa altura, começaram a proliferar alguns operadores nacionais e a criar “na porta ao lado” institutos internacionais que os reconheciam.

Decidimos, então, que não era esse o caminho. Como tal, procurámos e escolhemos a Association for Coaching. O que se torna curioso é que alguns destes concorrentes vieram mais tarde a tornar-se também membros deste organismo.

 

Certificação internacional: Mais garantias face à oferta no mercado

 

Uma coisa é uma entidade ou fornecedor de formação em Coaching ser membro da AC. Outra distinta é ser Entidade Acreditada para o Treino em Coaching e, acima de tudo, ter os seus cursos acreditados pela Association for Coaching.

Neste capítulo, desde 2015 que a Solfut, Lda – I HAVE THE POWER é “Coaching and Training Organization of The Association For Coaching International”. Tem, portanto, direito a usar a designação OMAC – Organizational Coaching and Training Organization.

Desde então, oferecemos a “Accredited Certification in Coaching Training (ACCT) – Level 2”, através do IHTP Coaching Practitioner, nome dado à Certificação Internacional I HAVE THE POWER em Coaching. Por ora, há apenas mais dois membros portugueses a oferecer de forma acreditada este nível. Os demais que se publicitam como tal estão a enganar quem os procura.

Desde 16 de agosto de 2019, somos a única entidade em Portugal com a acreditação “Accredited Diploma Training Coaching (ADCT) – Level 3”. A mesma foi conquistada com a certificação internacional IHTP Master Executive Coaching, com selo de qualidade Association for Coaching, uma das mais reputadas entidades acreditadoras a nível mundial na área do Coaching.

No momento de optar por um curso de Coaching, escolha entidades com este tipo de garantias, como é exemplo a Solfut, Lda – I HAVE THE POWER.

 

Porquê escolher a IHTP para a formação em Coaching

 

Na última acreditação ADCT – Accredited Diploma Training Coaching, passámos por um processo muito exigente. São disso prova as conclusões dos assessores da Association for Coaching sobre a candidatura (tradução e adaptação do texto original em inglês).

“A Certificação Internacional IHTP em Master Executive Coaching:

  • Baseia-se na Estrutura de Competências de Coaching da AC e no Código de Ética Global para Coachs e Mentores e abrange as competências executivas adicionais durante o curso;
  • Atende ao requisito para o número mínimo de horas para este nível de acreditação de treino de coachs da AC;
  • Os módulos são bem estruturados e incorporam uma abordagem de aprendizagem combinada, que inclui teoria, aplicação prática, discussão em grupo e supervisão;
  • Inclui uma variedade de abordagens e modelos de treino;
  • Incorpora uma série de atividades de autoestudo para apoiar a aprendizagem e o desenvolvimento dos participantes;
  • Atende ao requisito mínimo das sessões observadas e fornece instruções abrangentes para a prática adicional de treino;
  • Incorpora feedback e supervisão robustos e orientações detalhadas para o preenchimento de diários reflexivos e registos de aprendizagem diária;
  • Dá aos participantes orientações claras sobre as tarefas escritas que realizam;
  • Incorpora avaliações rigorosas e robustas, bem como igual tipo de avaliação dos processos.”

 

Nas conclusões, pode ler-se também: “Os assessores gostariam de acrescentar que avaliar a vossa candidatura foi um prazer”. E mais importante ainda: já temos connosco o certificado!

Se vamos ficar por aqui? Não! A responsabilidade é ainda maior e o compromisso – quer com a Association for Coaching, quer com quem nos procura – exige de nós uma postura proativa e uma melhoria contínua.

 

António Balau
Manager IHTP
Academia RH & Coaching

 


Subscreva o nosso blog!

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *