Suplementos alimentares: O que são e quem os deve consumir?

Suplementos alimentares: O que são e quem os deve consumir?

O consumo de suplementos alimentares tem vindo a crescer em todo o mundo. O aumento da população tem vindo a tornar necessária a produção de mais alimentos para todos. Dependendo do produtor e das metodologias usadas, muitas vezes ocorre uma priorização da quantidade sobre a qualidade. Ou seja, estamos a produzir mais alimentos em menos tempo, mas também menos nutritivos.

Por outro lado, existe a iliteracia alimentar, que leva algumas pessoas a não consumirem os nutrientes essenciais para a manutenção adequada da sua saúde e energia. A ingestão deficiente de vitaminas, minerais e outras substâncias provoca, a longo prazo, complicações, mas isso abordaremos noutro artigo.

 

O que são suplementos alimentares?

Para podermos responder a esta questão, vamos recorrer ao Decreto-Lei nº 136/2003. Dessa forma, agimos de acordo com os nossos valores de verdade e honestidade. De acordo com esta legislação, os suplementos alimentares são definidos como:

Posto isto, conseguimos perceber que são sempre consumidos por via oral e que têm de estar doseados. Por norma, contêm vitaminas e minerais, mas também podem conter aminoácidos, ácidos gordos ou outros nutrientes.

 

Quem precisa de os consumir?

Os suplementos alimentares podem fazer a diferença entre a pessoa estar ou não bem de saúde. No entanto, é preciso ter em consideração as necessidades de cada um. Por exemplo, caso esteja a cumprir, através da alimentação, os valores nutricionais recomendados, não faz sentido fazer suplementação. Deve sempre analisar a sua situação junto de um nutricionista, médico ou coach nutricional.

Pessoas com uma dieta vegan costumam fazer suplementação por não ingerirem alimentos de origem animal. Devido à sua alimentação podem ter deficiência em vitamina B12 e alguns ácidos gordos. Isto é resolvido facilmente com a toma dos suplementos alimentares adequados. Apesar de os vegetarianos não terem uma dieta tão restrita, também podem ter falta de vitamina B12. Para atingirem a dose diária recomendada (ou DDR) podem igualmente recorrer a esta solução.

O recurso a suplementos pode ser útil também em casos de doenças que obrigam a aumentar a ingestão de certos nutrientes. Contudo, antes de avançar com a suplementação é preciso ter em conta algumas variáveis, tais como:

  • Género;
  • Exigências da atividade mental;
  • Exigências da atividade desportiva.

Deste modo, é possível optar pelo suplemento mais apropriado e potenciar os seus resultados.

 

3 Cuidados a ter com a suplementação alimentar

1. Não trocar refeições por suplementos alimentares

Os suplementos alimentares não substituem as refeições, são apenas complementos. Saltar o almoço, ou o jantar, e tentar compensar com suplementos faz muito mal à saúde.

 

2. Não consumir suplementos em demasia

É essencial respeitar sempre a dose recomendada pelo produtor do suplemento ou pelo médico que o aconselhou. Caso não o faça, pode pôr em causa a sua segurança alimentar e a sua saúde.

 

3. Ter cuidado com reações a outros medicamentos

Tenha em consideração a medicação que toma. Fale com o seu médico para garantir que nenhum dos constituintes do suplemento vai interferir com os seus medicamentos, o que poderia acarretar problemas muito graves.

 

Benefícios da suplementação alimentar

Ao tomar suplementos alimentares vai conseguir atingir os níveis adequados de alguns nutrientes, principalmente dos micronutrientes. Apesar de precisarmos de os consumir em doses muito pequenas, estes são de grande importância para o bem-estar geral.

Dessa forma, vai passar a sentir mais energia e reduzir a probabilidade de contrair lesões ao praticar atividades desportivas, por exemplo. Os suplementos alimentares podem também ajudar a fortalecer o sistema imunitário, potenciar a concentração e a memória. Podem ainda melhorar problemas estéticos relacionados com a pele, cabelo e unhas.

No entanto, é preciso dar tempo para que os suplementos atuem no organismo e comecem a produzir os seus efeitos. Na maior parte dos casos, isso demora mais ou menos 1 mês e, idealmente, os suplementos devem ser tomados durante 2 a 3 meses.

 

Conheça os suplementos I HAVE THE POWER

stress out

Stress Out

Apesar de essencial à vida, o stress não deve sentir-se em demasia. Este suplemento alimentar é rico em magnésio, um mineral que dá força às células nervosas através de um aumento da energia produzida pelas mitocôndrias, ajudando a gerir o stress. Consequentemente, também a performance mental vai melhorar, à medida que a fadiga e astenia intelectuais são combatidas.

Cada embalagem de Stress Out dá para 15 dias, com toma de duas cápsulas por dia, nas refeições principais. Deve fazer a suplementação durante pelo menos 1 mês, mas o ideal será prolongá-la durante 2 a 3 meses.

 

body beauty

Body Beauty

Este suplemento atua ao nível do cabelo, pele e unhas. Integra vários compostos, entre os quais: extrato de sementes de millet, sílica, zinco, biotina e vitaminas B5 e B6.

O Body Beauty tem como principais objetivos:

  • Fortalecer as unhas;
  • Minorar a queda e a quebra do cabelo;
  • Ajudar a promover a elasticidade da pele.

É composto por antioxidantes, que trabalham ao nível do combate ao envelhecimento precoce e atuam também na prevenção da acne. A toma diária é de 2 cápsulas, numa das refeições principais.

 

Viver melhor com a escolha certa

Devemos fazer uma análise cuidadosa para escolher os suplementos alimentares que se adequam melhor às nossas necessidades. Depois, temos de ser consistentes na sua toma, para que consigamos obter os resultados desejados. Dessa forma, poderemos viver com a melhor qualidade possível!

 

Catarina Bento
Consultora IHTP Academia de Saúde e Bem-Estar

Referências:
ASAE – Riscos e Alimentos N3 julho 2012
Wonder Lives

 

 

One response to “Suplementos alimentares: O que são e quem os deve consumir?”

  1. Álvaro Manuel Pinto de Magalhães diz:

    Parabéns Catarina! Excelente artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *