Abordagem Saudável aos Padrões de Beleza

Abordagem Saudável aos Padrões de Beleza

Abordagem Saudável aos Padrões de Beleza

Actualmente, ser saudável, ser light, ser fit é moda. A enxurrada de nomes em inglês e Padrões de Beleza com os quais nos inundam os senhores (e senhoras) do marketing, fazem-nos querer ser aquelas pessoas que vemos. As imagens de corpos perfeitos, musculados, com curvas perfeitas são-nos apresentados em montanhas russas de emoções para comprar.

E confessemos: sempre que olhamos para o espelho, pensamos: “Ah, se eu perdesse este pneu…”, “Se tivesse menos 5 kgs” ou “Se…”. E confessemos mais: sempre que passamos por alguém mais desencaixado na imagem perfeita que nos venderam, fazemos aquele juízo de valor moralista e pensamos: “devia parar de comer!”. E como é que chegamos aqui?

Porque é que cada vez é mais importante a imagem que temos? Eu diria antes: porque é que é tão importante ter uma imagem física parecida com a que vemos nas revistas, na publicidade, nos nossos écrans?… E onde é que tudo começa?

Tudo começa dentro da nossa cabeça! Aliás, tudo começa e acaba dentro da nossa cabeça! Todas as ideias, imagens, sensações, filmes que passam dentro da nossa cabeça, controlam tudo o que acontece na nossa vida.

O poder da projecção do pensamento

Dúvidas? Então, pensem comigo: quantas vezes imaginaram que quando encontrarem aquela pessoa, a conversa vai correr mal e realmente assim é? E quantas vezes imaginaram que o que têm para fazer vai correr bem e quando começam a fazer, corre até melhor do que esperavam? Pois é! A forma como antecipamos as situações fazem com que nos predispusemos a estar mais (ou menos) receptivos a viver as situações de acordo com essas concepções. Então, tudo o que eu quero ou preciso na minha vida, tenho de começar por imagina-lo na minha cabeça!

Tão simples quanto isso! E começa por eu ser saudável dentro da minha cabeça! E aqui a coisa começa a complicar-se… O que é para mim (dentro da minha cabeça) ser saudável? O que é que eu imagino quando penso em saudável?

Todos temos uma imagem ou um filme ou uma sensação associada a todas as ideias. Por isso, também o temos para o “ser saudável”. Pode ser uma imagem de uma pessoa (que nós gostávamos de ser), pode ser um estilo de vida ou pode ser outra coisa qualquer. O importante é olhar para essa imagem, filme ou sensação e perceber se eu estou nele. Ou seja, se eu consigo imaginar como eu serei quando for (mais) saudável…

E se, por acaso, acontecer que nessa imagem, filme ou sensação acontecer eu não estar representado, então, está na hora de passar a estar!

Pensar no positivo para conquistá-lo

Abordagem Saudável aos Padrões de Beleza

Então, imaginemos: como é que eu serei quando for (mais) saudável? Como será o meu cabelo? Os meus braços? A minha barriga? As minhas pernas? Como é a minha pele? Que tipo de alimentação faço? Que tipo de vida tenho? Como me comporto com os outros? O que é que eu mudei e o que é que mudou à minha volta? O que é que passou a acontecer? Como é que me sinto agora que estou (mais) saudável?

E todo o ser saudável começa com responder a estas perguntas (ou outras que lhe possam surgir – todas as perguntas são importantes, desde que sejam para ajuda-lo a melhorar). Obviamente, não termina em apenas pensar! Vai ser preciso juntar-lhe algum fazer. Pode ser muito, pode ser pouco; vai depender do que for necessário para si e para onde quer acabar. Mas, tudo começa por decidir! Decidir que precisa, decidir que quer e, acima de tudo, decidir que merece!

Ser saudável começa, pois, por ser saudável por dentro, comigo. Quantas vezes, nos massacramos interiormente porque não correspondemos aquele ideal de beleza que nos mostram, das mais diversas formas, todos os dias? Percebam que se eu tiver muito claro, dentro da minha cabeça, como quero ser, vai ser mais fácil tomar aquelas decisões que parecem tão difíceis (ao início). Vai ser mais fácil dizer “não” a certos tipos de comida, a certos tipos de comportamentos, a certos tipos de atitude; e vai ser mais simples, gostar de outros tipos de comida, de outros tipos de comportamentos e de outros tipos de atitude!

Focar no detalhe é um dos segredos da projecção

Portanto, aqui fica o desafio: criem, na vossa cabeça, uma imagem clara (com o máximo de pormenores que consigam) de como querem ser quando ficarem (mais) saudáveis! E depois, percebam o que é necessário fazer para lá chegar – aqui aconselho a pegarem num papel e fazerem uma lista. E que essa lista seja mais de coisas que tenho de fazer do que coisas que não posso fazer; ou seja, escrevam o que estão dispostos a fazer para alcançar aquela imagem ideal.

Sempre que eu passar muito tempo a pensar no que não posso comer, no que no que não posso fazer, mais foco nessas coisas! Por isso, pare agora! E foque exactamente no que quer! No que deseja! No que merece!

Sim, porque ser saudável também tem a ver com merecer! Mesmo sem o/a conhecer sei que merece! Todos merecemos ser felizes, ser saudáveis! E mesmo que até agora não tenha tido as atitudes mais acertadas, mais interessantes para o seu corpo, perdoe-se! Porque, a não ser que tenha uma máquina do tempo, não vai conseguir alterar o passado. Por isso, vamos focar no futuro! No que quer, no que deseja e no que merece para futuro!

Porque ser saudável tem a ver com ser bom para si! E se quer que os seus comportamentos sejam bons para si, tudo terá de começar por imaginar, dentro da sua cabeça, o que quer que aconteça.

E comece hoje! Ontem teria sido bom, mas já passou; amanhã pode ser tarde de mais. Comece agora. Comece por imaginar. E quando terminar, pegue numa folha de papel e escreva a sua lista de coisas que precisa de fazer para atingir essa imagem. E quando terminar de escrever, perceba por onde vai começar. Ou seja, qual é a primeira coisa da sua lista que quer fazer. E pode ser uma variedade delas: pode ser, ir-se inscrever num ginásio; pode ser deitar fora toda a comida que tem em casa e que não devia ter porque são tentações a mais; pode ser contar à sua família a sua decisão de mudar e pedir-lhes ajuda.

Melhor solução para manter a motivação

Abordagem Saudável aos Padrões de Beleza

E aqui entra outra parte importante da sua caminhada para ser (mais) saudável. Se sente que precisa (e num grau maior ou menor, todos precisamos) de ter um grupo de apoio, encontre-o. Pode ser a sua família, pode ser um elemento da sua família, pode ser um amigo, pode ser um profissional da área… Seja qual for a sua opção, saiba que o seu maior apoio está entre as suas orelhas! Ou seja, a sua própria cabeça!

Essa vozinha que ouve e que lhe diz coisas é a sua maior amiga! É a sua melhor amiga! Por isso, use-a cada vez mais para apoiar as suas decisões de ser (mais) saudável.

E use-a para tudo! Para se encorajar a tomar decisões que podem causar algum receio ao início; use-a para se manter focado no que quer, no que deseja e no que merece; use-a para melhorar a conversa que tem consigo; use-a para ser cada vez mais eficaz e eficiente na sua vida em geral; use-a para o que quiser, desde que seja para lhe permitir melhorar!

Porque mesmo quando o meu corpo não é (ainda) a imagem de saudável que eu quero, desejo ou merece, desde que a vozinha dentro da minha cabeça esteja alinhada com a imagem que tenho o futuro, tudo o resto vai lá chegar. Pois, quanto mais eu ouço esta vozinha alinhada com a minha imagem futura, mais eu quero lá chegar! Mais quero fazer corresponder o exterior ao interior. E aqui vai começar a notar as pequenas/grandes diferenças!

Comunicação saudável – chave para o sucesso

Porque até a sua comunicação para fora passa a ser (mais) saudável! Passamos a dizer coisas diferente, passamos a ter atitudes diferentes e passamos a comportar-nos de forma diferente. E mesmo aqueles que duvidaram da sua capacidade de fazer acontecer (e prepare-se, porque vão haver alguns, especialmente no início – é uma forma de testar o seu compromisso com aquilo que diz que quer), vão perceber que a sua vontade é mais forte do que as “bocas” que eles mandavam e vão parar. Alguns, até, se tornaram seus seguidores; ou seja, vai ter pessoas à sua volta que duvidavam e vão passar a olhar para si como exemplo. E isso é tremendo!!! Já se imaginou como exemplo de ser (mais) saudável? Se ainda não, faça-o agora! Está a ver como isso o faz sentir? É bom, certo? Então, já tem mais uma razão para decidir e fazer o que for preciso para ser (mais) saudável: ser exemplo para outros!

Veja também: Dicas para rejuvenescer com a chegada da Primavera

Se tem filhos (pequenos ou grandes, não interessa muito a idade deles), perceba que o primeiro (e se calhar o mais importante) modelo de vida, de comportamento, de ser, é você!

Por isso, de uma vez por todas, assuma que ser (mais) saudável começa com a sua conversa interior. E torne-a (também) mais saudável! E veja-se a ser um exemplo para todos à sua volta!!! Acredito que merece bem mais!!

Cristina Sousa

Consultora IHTP


Subscreva o nosso blog!

 


One response to “Abordagem Saudável aos Padrões de Beleza”

  1. Elisa Cunha diz:

    Parabéns excelente artigo 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *