Ciúmes entre irmãos: O que fazer para os minimizar?

Ciúmes entre irmãos: O que fazer para os minimizar?

Com o nascimento de um segundo filho surgem novos desafios para a parentalidade. Os pais devem preparar-se para os ciúmes entre irmãos, algo que é normal pela divisão do foco de atenção.

Enquanto filho único, o primogénito é o centro de todas as atenções, dos pais e de toda a família. Aquela criança é a primeira a ser cumprimentada, a receber um grande “olá”, uma grande festa e habitua-se a isso. Aprecia e sente prazer por ser tão amada. E, volto a frisar: habitua-se.

Se repararmos, a criança não fez nada, os únicos que fizeram alguma coisa foram os adultos. A criança apenas está “na sua vida”, a brincar, e são os mais velhos que colocam o foco sobre ela, fazendo com que se sinta especial.

 

A origem dos ciúmes entre irmãos

Quando nasce um irmão, inevitavelmente, os adultos transferem a atenção, os elogios e a “festa” para o novo bebé. O foco muda. Rapidamente, o primeiro filho vai perceber que os holofotes deixaram de estar concentrados em si. E é aí que nascem os ciúmes entre irmãos.

Imagine que esta situação acontecia consigo, na sua empresa ou em família. Sempre foi responsável por uma determinada atividade. Fá-la na perfeição, como um peixe dentro de água. Aliás, é amplamente elogiado sempre que a executa. Só que, num belo dia, um colega seu é promovido e decide que você vai deixar de fazer essa tarefa que adora. Algo que sabe fazer bem e que tem como consequência o reconhecimento, atenção e elogios.

Como se sentiria? Já imaginou? Pois, com o seu filho acontece precisamente o mesmo.

 

O seu filho não tem culpa de se sentir trocado

Os ciúmes entre irmãos surgem frequentemente nas famílias. Ninguém gosta de sentir que é trocado por outra pessoa ou por outra coisa. Enquanto adultos, sabemos que a intenção não é essa. No entanto, a criança não percebe intenções, mas sim palavras, gestos, ações e emoções.

Como adultos, devem ser os pais a aprender estratégias para demonstrar ao primeiro filho que ele continua a ser especial. Vai ser necessário fazê-lo sentir, ouvir e ver que continuam a amá-lo da mesma forma.

Algumas vezes, vejo os pais a colocaram a responsabilidade pelos ciúmes nos filhos. Mas não se esqueça: o adulto é você!

 

Os pais devem colocar-se no lugar dos filhos

Tenha particular atenção se o seu filho chegar ao ponto em que lhe diz “Tu não gostas de mim”. Se ele pensa isso, não é bom sinal. Mas o que acha que significa se ele efetivamente o verbaliza?

Por favor, nunca diga ao seu filho coisas como:

  • “Tu não sabes fazer nada”;
  • “Não tens interesse por nada”;
  • “Nunca fazes nada do que eu te mando”;
  • “És sempre a mesma coisa”.

Por exemplo, se disser “és sempre a mesma coisa” ele vai acreditar em si e nem se vai esforçar porque, afinal, é mesmo assim e é normal ser assim, Além disso, vai estar a chamar-lhe “coisa”.

Imagine outra situação. Se tem um irmão mais novo, imagine o que sentiu quando ele nasceu. Também fez as mesmas birras, certo? Ou aquelas “cenas” para chamar a atenção? Como se sentiu? O que pensou? O que desejou? Consegue perceber onde pretendo chegar?

É muito importante que os pais se coloquem na posição dos filhos. Isto vai ajudá-los a gerir melhor as situações de ciúmes entre irmãos.

 

4 Dicas para evitar os ciúmes entre irmãos

1. Conversar muito

Por exemplo, na hora de deitar, os pais devem sentar-se ao lado dos filhos, inclinar-se sobre eles e simplesmente conversar. Devem fazer algumas perguntas e tentar perceber o que estão os mais novos a sentir.

2. Elogiar muito

Para minimizar os ciúmes entre irmãos, os pais devem fazer os filhos sentirem-se especiais, mesmo nas mais simples tarefas diárias. Também gosta quando lhe dão os parabéns pelas suas conquistas. Eles vão adorar ouvi-lo dizer “Isto está espetacular” ou “tu fazes isto mesmo bem”.

 3. Fazer atividades a dois

Tente passear só com o filho mais velho, andar de bicicleta ou inscreverem-se em conjunto num desporto ou atividade. Isso vai ajudar a criar memórias conjuntas incríveis!

 4. Dar-lhes poder

Os pais devem colocar os filhos mais velhos na liderança de uma tarefa, como, por exemplo, fazer um bolo. Dizerem-lhe que ele é um autêntico Masterchef, como os da televisão. Depois, basta observar a mudança na atitude e na confiança deles.

 

Faça mais pela sua família!

Aquilo que nós imaginamos, aquilo que achamos, é o que estamos a representar internamente, na nossa cabeça, na nossa mente. Não é, de todo, o que está a acontecer no mundo exterior, no mundo real. Ache menos e faça mais para evitar os ciúmes entre irmãos.

Deixo uma sugestão: pense e escreva. Pergunte-se “O que quero para mim e para a minha família?” e escreva sobre isso.

 

Aproveite para subscrever o nosso blog e acompanhe todos os nossos artigos da Academia de Educação. Como tudo na vida, a parentalidade tem os seus desafios, mas na IHTP podemos ajudá-lo a melhorar enquanto pai ou mãe.

 

Saber mais sobre educação

 

Carina Pereira
Consultora IHTP Academia Educação

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *