Adelino Cunha – CEO da I Have The Power explica PNL e a sua utilidade

Adelino Cunha – CEO da I Have The Power explica PNL e a sua utilidade

O primeiro contacto

Em 2000 tive contacto pela 1ª vez com a PNL e posso dizer que muito da minha vida mudou por causa disso. PNL, que significa Programação Neuro-Linguística e que em inglês é NLP, surgiu nos EUA na década de 70 resultado do trabalho desenvolvido por John Grinder e Richard Bandler

Comecei por aprender diretamente em Londres e Orlando com o Dr. Richard Bandler, com quem temos uma proximidade grande e que, além do profundo conhecimento que tem, é alguém que gosta de se divertir e gosta do que faz, o que me conforta bastante porque também sou assim.

A PNL surge baseada no conceito de modelagem das estratégias de alguém, com um foco obviamente nas pessoas de sucesso mas não descurando também o estudo dos insucessos, embora não seja o seu foco principal pois para a PNL é mais importante aprendermos COMO FAZER BEM do que COMO FAZER MAL.

Mais de 40 anos passados ainda existe resistência na comunidade de psicólogos, psiquiatras e outros terapeutas, pois olham para a PNL como uma terapia, algo que efetivamente não é. Eu diria que está mais próxima de “ensinar a mente humana” do que de “tratar a mente humana”. Isso deve-se ao facto de, ao se conhecerem os padrões de funcionamento de muito do que são as nossas formas de pensar e articular o pensamento, se perceber que na base há 3 momentos:

1º – Estímulo que gera a necessidade de algo
2º – As ações executadas
3º – Estímulo que gera a necessidade de parar com algo

Quando falo em estímulo pode ser algo interno ao indivíduo, como o seu estado mental no momento, o que ele imagina sobre algo, ou algo externo ao indivíduo, como por exemplo um telefonema que ele recebe ou o encontrar alguém.

A capacidade de podermos trabalhar os estímulos de início e fim de um comportamento pode gerar ferramentas fantásticas para mudarmos as ações executadas pois elas podem sair reforçadas ou puramente deixar de ser necessárias executar pela mente ou até pelo corpo humano. Ter a capacidade de ensinar a mente de alguém a trabalhar esta estrutura de pensamento e ação é fascinante e gera resultados incríveis e de tal forma rápidos que explica o entusiasmo e o fascínio que a PNL gera em todas as pessoas que a vão conhecendo.

Importa referir que não sendo a PNL uma ciência, na prática é um conjunto alargado de ferramentas que quando aplicadas corretamente geram resultados na vida das pessoas.

Eu venho do mundo do software e costumo comparar o programar um computador com o programar uma mente indicando sempre que, no caso da mente humana, a velocidade e eficácia estão em muito dependentes de a pessoa aplicar as ferramentas que propomos.

Veja também: Felicidade – Siga o caminho dos seus sonhos!

Exemplos de aplicação da PNL

Há muitas áreas onde a PNL pode ajudar as pessoas e cada vez há mais casos e áreas em que a PNL contribuir para mais felicidade e sucesso na vida das pessoas.

Destacaria o desenvolvimento pessoal, o desporto de alto rendimento, a liderança, a comunicação, as vendas e o marketing, a aprendizagem, para citar algumas, podendo também ser utilizada para ajudar pessoas com medos, ansiedade, fobias, stress pós-traumático, etc.

No nosso caso aplicamos a PNL nas diferentes áreas treinando para o êxito desde crianças de mais de 7 anos, até adultos de 80, passando por profissionais, jovens, atletas, etc., e a combinação da PNL com metodologias como o Coaching, seja a nível pessoal ou profissional, podem gerar resultados fantásticos.

Nos mais de 19 anos em que conheço a PNL mas mais concretamente nos últimos 16 anos em que aplico a PNL de forma profissional no I HAVE THE POWER®, temos tido casos incríveis onde destacaria a capacidade de criar nitidez na vida das pessoas como sendo o maior fator de alavancagem para o êxito.

Definir-se bem o que se quer, alinhar os valores e poder trabalhar bem as crenças das pessoas, nomeadamente as limitadoras, são os 3 pilares que garantidamente podem gerar melhores resultados para a grande maioria das pessoas.

O medo é efetivamente um dos maiores obstáculos ao êxito dos seres humanos e encontro muitas pessoas que têm medos infundados e imaginários e que não conseguem inclusive até dar o primeiro passo para mudar, por mais simples que seja, já para não falar dos medos mais elaborados como o medo da morte, o medo de fracassar, o medo da rejeição, etc.

Através de ferramentas como as Submodalidades e a construção que podemos fazer com elas podemos alterar um medo ou desativá-lo em minutos, libertando a pessoa de uma limitação que pode durar há anos.

Outra área onde a “programação” errada das pessoas, fruto de crenças, educação e vivências várias, pode gerar traumas e problemas graves é a da gestão das emoções, importantíssima nos relacionamentos. Desde os relacionamentos amorosos, passando pelos de pais e filhos, até aos profissionais, podemos com a PNL dotar cada pessoa das ferramentas necessárias para ela poder gerir com eficácia esse turbilhão de emoções onde muitas vezes as pessoas estão enredadas sem conseguir sair.

Muitas necessidades, muitas possibilidades e cada dia mais e melhores ferramentas nos permitem, mais do que dar um peixe, ensinar cada ser humano a pescar.

Depois de tudo o que tenho experienciado e com mais de 40 anos de contacto com diferentes ferramentas posso afirmar que para mim a PNL é o melhor que existe para potenciar o ser humano.

VER DATAS DOS PRÓXIMOS CURSOS

Adelino Cunha

CEO

Solfut, Lda – I HAVE THE POWER

Gostou deste artigo? Visite o nosso Facebook para mais dicas sobre a Programação Neuro-Linguística e deixe-nos o seu comentário!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *