Tempos livres: A importância das atividades para crianças!

Tempos livres: A importância das atividades para crianças!

Os tempos livres e as atividades a estes associadas são, na sociedade contemporânea, um fenómeno de extrema importância. Têm particular destaque em determinadas faixas etárias, designadamente crianças e jovens, durante o período de férias escolares.

As atividades de tempos livres, realizadas nos períodos pós-escolares, designam ações de formação e desenvolvimento pessoal de crianças. Contribuem para um crescimento saudável, com destaque para a criação de novas relações sociais e de novos valores.

É nas férias de verão que a maioria das crianças tem maior disponibilidade horária para as ocupações de tempos livres. Por conseguinte, esta é a época em que os miúdos podem concretizar todos os seus desejos.

Nesta altura, fazem-se novos amigos, partilham-se experiências novas e diferentes, fortalecem-se laços relacionais e criam-se espaços de interesses comuns. Existe tempo para dialogar, para aprender a ouvir e para sentir-se ouvido. Adicionalmente, estimulam-se as competências pessoais e sociais, que ajudam as crianças na sua aprendizagem constante ao nível da gestão das emoções e dos comportamentos.

Os Centros de Atividades de Tempos Livres (CATL) são ideais para ocupar as crianças com exercícios em várias áreas. No verão, estas instituições oferecem atividades lúdico-pedagógicas, recreativas, culturais e livres. Entre estas, inserem-se:

  • Visitas de estudo;
  • Jogos didáticos e cooperativos;
  • Expressão artística e dramática;
  • Yoga e mindfulness.

Esta oferta variada e de reconhecido interesse constitui uma fonte de motivação, atração e prazer.

 

Os benefícios dos Centros de Atividades de Tempos Livres

Os CATL têm progredido, ao longo do tempo, em termos quantitativos e qualitativos, na acessibilidade às atividades que oferecem. Estas instituições destacam-se pelo acompanhamento que dão a crianças e jovens.

Os centros disponibilizam uma panóplia de ações adequadas às diversas camadas etárias. Dessa forma, permitem a ocupação salutar do tempo livre dos mais novos. Por outro lado, dão uma resposta aos pais que não conseguem estar todo o período de férias com os filhos.

A procura por instituições de ocupação de tempos livres cresceu de forma exponencial nos últimos anos. Tal revela que os pais estão mais sensibilizados para estas questões e que não hesitam em procurar respostas sociais.

Os CATL têm vindo a revelar-se de grande importância. São espaços que contribuem para o desenvolvimento do comportamento, atitude, conhecimento e capacidade de socialização das crianças e jovens.

As atividades organizadas por estes centros são também essenciais para promover os talentos e aptidões naturais das crianças. Ao mesmo tempo, permitem que os mais novos desenvolvam capacidades de socialização. Assim, não estão tão suscetíveis a problemas de saúde como ansiedade e depressão, cada vez mais comuns nestas faixas etárias.

 

A importância do tempo para brincar

Está provado que a exposição a muitos estímulos provoca um stress acumulado às crianças e jovens. Isto porque, além de não serem capazes de processar toda as informações, são também forçadas a um crescimento demasiado rápido.

Como pais, queremos dar o melhor aos nossos filhos. No entanto, nem sempre agimos da maneira mais adequada. As crianças passam demasiado tempo nas escolas. Ao oferecer-lhes uma variedade tão grande de dispositivos móveis (computadores, consolas, telemóveis e tablets), fazemos com que brinquem superficialmente. Dessa forma, os mais novos não são estimulados a desenvolver a imaginação e ficam igualmente ansiosos e deprimidos.

 

Os tempos livres como garantia de uma infância feliz

Gradualmente, a infância está a deixar de ser algo mágico. Isto porque as crianças perderam uma média de 12 horas semanais de tempos livres.

Até 2006, o tempo escolar dos alunos do 1º Ciclo do Ensino Básico era de 5 horas diárias, o que perfazia um total de 25 horas semanais. Com o início da chamada “Escola a Tempo Inteiro”, o horário das atividades escolares e de apoio à família aumentou. Este chega a manter as crianças nas escolas das 8h00 às 18h00, no caso do ensino público, e das 7h00 às 19h30, no privado.

A melhor maneira de proteger a infância dos miúdos é dar-lhes tempo livre para brincarem, preferencialmente com outras crianças em CATL ou outras instituições da sua zona de residência. Assim, além de supervisionadas por professores ou monitores responsáveis, podem ser estimuladas a desenvolver a criatividade.

 

Marta Lino

Consultora IHTP Academia de Educação

 


Subscreva o nosso blog!

 


One response to “Tempos livres: A importância das atividades para crianças!”

  1. Excelente artigo Marta Lino!
    Obrigado pelas sugestões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *