Ser feliz: Será que só precisamos de decidir?

Ser feliz: Será que só precisamos de decidir?

Diz-se que ser feliz começa com uma decisão, mas será esta afirmação verdadeira? Comecemos por explorar o significado de decidir. Este verbo está associado a ter confiança, firmeza, certeza, convicção, determinação, disposição, intrepidez, audácia, arrojo, certeza e coragem. Desta forma, talvez fique mais claro perceber que o ponto de partida para a felicidade é mesmo a decisão de ser feliz.

 

Decidir é o primeiro passo para ser feliz

Quando decidimos ser felizes dispomo-nos a sê-lo,“colocamo-nos a jeito“ e ficamos mais perto de o poder realizar. E mais: temos a audácia, o arrojo e a coragem para o fazer! Assim como é preciso coragem para ser feliz, é preciso coragem para o assumir.

Tradicionalmente, fomos treinados para o “assim, assim” e para o “vai-se andando”. Até parece que fica mal, ou que é ofensivo, dizer “está tudo bem” ou “sou feliz”. Podemos mesmo ser julgados como seres esquisitos, arrogantes ou vaidosos.

Assim, é preciso ter coragem, estar decidido e abstrair-se do mundo em redor. Tudo para dar o primeiro passo e partir em busca da felicidade sem medos. Decidir é também uma deliberação, um veredito, um despacho, uma escolha, uma ordem e uma resolução.

 

Escolher a felicidade é possível

Bom, mas então nós podemos escolher? Parece que sim! Eu escolho ser uma pessoa feliz, da mesma forma que poderia optar por outra coisa. Podia, por exemplo, queixar-me, ser infeliz ou olhar para o passado. As opções são infinitas mas estaria sempre a decidir ou a escolher, porque, na verdade, estes dois conceitos são sinónimos.

Decidir é resolver e dar uma ordem. A quem? A mim! Assim sendo, escolher a felicidade não é mais do que darmos uma ordem a nós mesmos.

 

Esteja convicto do que quer

Um ponto fundamental para alcançar a felicidade é a convicção de que estamos vivos para sermos felizes. É determinante percebermos o que queremos do mundo e o que pretendemos para nós. Parece um cliché, mas a verdade é que, na base de tudo, deve estar a questão “o que é que eu quero?”.

Se não soubermos o que queremos podemos continuar a ser infelizes e passar o resto dos nossos dias na infelicidade. O mundo e as circunstâncias vão manter-se no centro das nossas queixas, bem como aquelas coisas que nos incomodam tanto e nem sabemos bem por que razão. A determinada altura, parece até que o mundo inteiro conspira contra nós.

Tendo uma visão clara do que queremos, percebemos que a vida é apenas um punhado de dias que devem ser bem aproveitados. Devemos ser felizes e desfrutar do melhor que ela tem para nos oferecer, ajustando alguns comportamentos:

  • Estar com quem nos faz bem;
  • Fazer o que gostamos;
  • Olhar para nós mesmos e apreciar o que vemos;
  • Manter uma excelente saúde e condição física para tornar os dias ainda melhores.

Para o processo de ser feliz é necessário sabermos o que pretendemos da vida, do mundo e de nós próprios.

 

Está disposto a ser feliz?

Decidir é confiar em nós, no Universo e na lei de semear e colher. É estar disposto a simplesmente ser. Está preparado para ser feliz? Então seja agora!

Convido-o a fazer o seguinte exercício:

  1. Erga os olhos para o alto e inspire profundamente;
  2. Relaxe, expire, sorria e diga: Eu vou ser feliz”;
  3. Caminhe até um espelho e diga “Eu sou feliz”.

Ao início, pode parecer estranho e sentir-se desconfortável, apreensivo, cético ou louco. No entanto, se o fizer várias vezes, vai aumentar a confiança, disposição e firmeza necessárias para ser feliz e dizê-lo.

Agora é o seu momento para sorrir e amar mais, para estar com quem mais gosta e fazer o que lhe dá prazer. É tempo de comer melhor, olhar pela sua saúde e contemplar a beleza da natureza. Dê valor a si próprio e ame-se mais! Uma vez tomada esta decisão a sua vida nunca mais será a mesma.

Pode fazer este exercício todos os dias para ajudar a manter o foco e determinação naquilo a que, na realidade, todos aspiramos. Vai, com certeza, encontrar maior clareza para o futuro. Afinal, viver é um exercício simples, basta fazê-lo.

 

Uma luta diária pela felicidade

Não existe magia, nem sorte: apenas pessoas que, apesar de tudo, decidem ser felizes. São uns quantos seres corajosos, que lutam pelos seus sonhos com alegria e determinação, esforçando-se por tornar os dias mais risonhos.

Decidir também quer dizer perspetivar o final. Na verdade, é isto que todos nós queremos: ser felizes.

 

Na IHTP trabalhamos para ajudar pessoas na busca por um corpo e mente saudáveis. Faça já o download do nosso ebook e descubra 4 passos cruciais para alcançar o seu equilíbrio e bem-estar.

 

DESCARREGAR EBOOK

 

Anabela Trindade
Consultora IHTP Academia Saúde e Bem-Estar

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *