Gestão de negócios: Aprenda a valorizar a sua equipa!

Gestão de negócios: Aprenda a valorizar a sua equipa!

A pandemia chegou em março e toda e qualquer gestão de negócios foi posta à prova! Atingiu-nos a todos com a força de um furacão! Num dia estava tudo mais ou menos calmo e, de repente, estávamos todos isolados em casa. Fechados para garantir a segurança de todos, mas acompanhados dos nossos medos e inseguranças.

O mundo dos empresários e donos de negócios não ficou incólume. Foi atingido onde dói mais:

  • Nos rendimentos, indispensáveis para que os negócios continuem a funcionar;
  • No afastamento das pessoas que os fazem funcionar;
  • Nas dúvidas sobre o futuro que os esperava quando voltassem a ressurgir!

Inicialmente, fomos para casa com a sensação de que duraria uma semana ou quinze dias, no máximo. No entanto, rapidamente percebemos que a vida tinha um novo normal! O mesmo aconteceu na gestão dos negócios e na cabeça dos empresários.

 

A reinvenção demonstra forte capacidade de gestão de negócio

Para os empresários e donos de negócios que perceberam esta nova normalidade, o futuro dos seus negócios tornou-se mais claro. Obviamente, houve necessidade de reinventar, de adaptar e de sobreviver. Mas, desde quando é que isso não é a realidade dos empresários e empreendedores? Claro que tudo passou a ser mais rápido, mais tecnológico e a acontecer mais online. Contudo, a base mantém-se: as pessoas continuam a precisar de consumir e as empresas de vender.

Quem perdeu demasiado tempo a focar-se no que tinha, no que perdeu e no que podia ter tido, deixou passar uma oportunidade de melhorar o negócio. A melhor gestão de negócio nesta fase foi feita por quem aproveitou para perceber o que os clientes queriam. Ao tentarem satisfazê-los fizeram com que a sua empresa se adaptasse mais rapidamente. Foi aí que a IHTP entrou para ajudar, através do curso “Gestão Em Tempos de Crise”.

 

O que motiva os consumidores na escolha de um produto/serviço?

Para muitos, esta pandemia foi a oportunidade de olhar mais atentamente para as pessoas que compõem o seu negócio. Perceberam algo que dizemos repetidamente há algum tempo: os negócios são feitos pelas pessoas que os compõem!

Para quem ainda possa ter alguma dúvida, fica a pergunta: porque vai ao seu restaurante favorito? Pela comida? Acredito que sim! E como é o serviço? Têm alguma atenção especial consigo? Claro que sim!

A escolha diária dos sítios onde fazemos as nossas compras é muito influenciada pelas pessoas que lá trabalham, muito mais do que pelos produtos em si! Todos nós preferimos comprar a quem gostamos. Se fez bem a sua gestão de negócio, então percebeu que isso se tornou dramaticamente claro durante o confinamento.

Se ainda tem alguma dúvida, pense comigo: qual foi o primeiro restaurante onde foi quando o estado de emergência terminou? Vou arriscar e dizer ao seu restaurante favorito! Pela comida? Sim, claro que sim! E vou arriscar novamente e dizer pelo serviço que sentiu falta, pelo ambiente, pelas memórias do que já lá viveu, etc.

 

A importância da experiência

Existe algo que é mais importante do que os produtos em si. Trata-se de olhar, sentir e viver a experiência global: de os recebermos, de os termos ou de os consumirmos.

No que toca à diferença na experiência, essa está relacionada com as pessoas envolvidas, seja na prestação do serviço, na entrega, no processo de aconselhamento ou no atendimento ao cliente. Todas elas fazem com que a imagem que temos do produto ou da marca seja melhor ou pior! Obviamente, a publicidade ajuda à nossa decisão, mas o contacto humano não pode (nem deve) ser substituído. Continua a ser a melhor forma de recomendação e de marketing.

 

Apostar nas pessoas para valorizar o seu negócio

Uma das principais aprendizagens dos empresários durante a pandemia foi a importância de apostar nas pessoas na gestão de negócios. Os que o fizeram, tenho a certeza que têm colaboradores mais satisfeitos e interessados em ajudar a empresa a melhorar. Os que não o fizeram, (se ainda não aconteceu) vão rapidamente perceber o preço a pagar por não terem as melhores pessoas com eles!

Se está neste segundo grupo, saiba que ainda vai a tempo de mudar. Comece a pensar e agir de forma diferente. Se quer mesmo fazer a diferença, passar a valorizar os seus colaboradores como parte da sua equipa pode ser o primeiro passo. Em tempos de crise isso vai fazer toda a diferença na gestão de negócios!

 

Conte com o apoio da IHTP, com a melhor formação e as melhores dicas para uma liderança mais eficaz. Subscreva o nosso blog e acompanhe todas as novidades!

 

Cristina Sousa
Consultora IHTP Academia Desenvolvimento de Negócios

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *